São Paulo reduz programa Ruas Abertas

A prefeitura de São Paulo reduziu o período de operação do programa Ruas Abertas, no bairro da Liberdade e na Avenida Paulista, mudança que entrou em vigor nesse domingo (22). A medida estabelece o fechamento de ruas para veículos visando liberá-las para pedestres e ciclistas aos durante domingos e feriados.

Conforme texto publicado no Diário Oficial, o horário que passa a vigorar será das 9h às 16h. Antes da alteração da medida, o bairro da Liberdade tinha as ruas fechadas para veículos motorizados das 9h às 20h, o que significa que a população perdeu quatro horas sem automóveis.

Notícias relacionadas:

Já na Avenida Paulista perdeu-se uma hora, uma vez que o horário de funcionamento era das 8h às 16h. A alteração ocorreu tendo em vista “maior efetividade no atendimento às obrigações de fiscalização, zeladoria, limpeza e varrição”. 

Arte e lazer

O programa Ruas Abertas foi criado em setembro de 2015, durante a gestão do ex-prefeito Fernando Haddad. A iniciativa – concebida como tentativa de estimular a ocupação de vias por projetos de arte e lazer – foi oficializada através de lei, em dezembro de 2016, quando a prefeitura informou que, no total, a ação abrangia 29 ruas em diferentes bairros e sinalizou que pretendia estender a medida a 32 subprefeituras, de modo que todas tivessem pelo menos uma rua aderindo ao programa.

Em julho deste ano, a gestão municipal atualizou os planos para o programa, destacando que estudava a inclusão da Avenida São João. Entre as justificativas, estaria o fomento ao turismo e ao comércio locais.