Lula comemora crescimento da participação da população negra na política brasileira

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou à distância do evento “Quilombo nos parlamentos”, realizado na noite dessa segunda-feira, 6, em São Paulo. Por conta do diagnóstico de Covid-19, ele precisou entrar ao vivo de sua casa e elogiou a união de diversos movimentos e partidos em torno do lançamento de pré-candidaturas negras para disputar vagas nas Assembleias Legislativas, na Câmara dos Deputados e no Senado nas eleições de outubro.

Em entrevista ao UOL, Requião diz que PR não tem governo e afirma que é preciso governar com o coração

O pré-candidato ao governo do Paraná Roberto Requião concedeu entrevista ao UOL nesta sexta-feira, transmitida ao vivo pelo Youtube. Na conversa de pouco mais de uma hora de duração, Requião criticou de maneira contundente os governos de Jair Bolsonaro e Ratinho Jr, defendeu o legado de suas três passagens pelo Palácio do Iguaçu e mostrou quais devem ser as bases de sua campanha eleitoral: a defesa das empresas públicas, principalmente Copel e Sanepar, como instrumento para combater a inflação do paranaense; a reestruturação do funcionalismo público no Estado para melhorar o serviço prestado à população em áreas como saúde e educação; a diversificação da agricultura; e a contrariedade à volta do pedágio.

Ciro diz que polarização entre Lula e Bolsonaro é loucura coletiva e propõe ida para o futuro

Em ato em Curitiba-PR neste sábado, dia 07/05, o pré-candidato à presidência da República Ciro Gomes classificou a polarização entre Lula e Bolsonaro como uma “loucura coletiva” que se não for superada liquidará o Brasil. O pedetista afirmou que a eleição de Lula representaria uma volta ao passado e que é preciso olhar para o futuro. “É simples: ou volta para o passado, ou fica como está, ou vamos para o futuro. E eu quero propor uma ida para o futuro”.

Lula lança chapa com Alckmin e fala em união para resgate da soberania

O ex-presidente Lula lançou neste sábado, dia 07, em São Paulo, o movimento “Vamos Juntos pelo Brasil”. O ato contou com discursos do ex-presidente Lula e do ex-governador Geraldo Alckmin, além da presença de lideranças do PT, PSB, PCdoB, Solidariedade, PSOL, PV e Rede, centrais sindicais, movimentos sociais, artistas e outras lideranças. No evento, que se esforçou para resgatar o uso do verde e amarelo, Lula enfatizou a importância da recuperação da cidadania e da dignidade do povo brasileiro, roubadas por um governo golpista e socialmente insensível.